Linha do Tempo

Paulinho Andrade iniciou seus estudos musicais em 1977, no Curso Preparatório de Instrumento dos Seminários de Música da Universidade Federal da Bahia. Já no ano

seguinte, ingressou no Bacharelado em Música na mesma instituição, estudando flauta. Nesse mesmo período teve a sua primeira experiência no Cinema, participando da gravação da trilha sonora do filme “Na Idade da Terra”, do cineasta Glauber Rocha. Em 1980 Paulinho descobriria o saxofone, que se tornaria seu instrumento principal. Ocontato com o saxofone lhe abriu as portas para uma nova possibilidade de expressão musical, passando então a tocar Jazz e MPB, e a utilizar a Improvisação como linguagem artística. Ele estudou saxofone com Paulo Moura e fez workshops com artistas do quilate de David Sanborn e Brandford Marsalis. Nos anos 80, Paulinho atuou em shows e gravou com vários artistas de renome nacional como Luiz Melodia, Moraes Moreira, Luiz Caldas, Alceu Valença e Fafá de Belém. Em 1986 foi recordista de premiação do Troféu Caymmi com o show “Sax Power”, arrebatando 6 indicações, entra elas a de melhor instrumentista, melhor show e melhor banda. No final dos anos 80 Paulinho recebeu um convite para atuar no Rio de Janeiro, no Programa “Globo de Ouro” da Rede Globo de Televisão. Foi lá no Rio que ele, em 1990, lançou seu primeiro disco “Sax Appeal” com a participação de grandes músicos, entre eles Carlinhos Brown. Essa época no Rio foi muito frutífera no campo da música instrumental, tendo atuado com o “Paulinho Andrade Quinteto” em casas noturnas especializadas no Jazz, como People, Mistura Fina e Quins Legs, além de ter realizado gravações com artistas

da MPB.

Numa de suas vindas a Salvador, em 1992, Paulinho foi convidado a participar da criação da Banda Eva, que tinha a jovem Ivete Sangalo como cantora e era formada por experientes músicos. A Banda Eva, que obteve um sucesso instantâneo e vendeu mais de 5 milhões de discos, teve Paulinho Andrade como seu diretor musical e arranjador por 10 anos. O extenso currículo da Banda Eva, inclui festivais internacionais como Montreux (Suíça) e Tubingen (Alemanha), 9 discos gravados e mais de 500 shows realizados com grande sucesso de público e crítica. Atualmente, Paulinho Andrade vem se dedicando à carreira solo, além dos trabalhos com a Orkestra Rumpilezz e com o grupo Batifun, tendo gravado vários álbuns e DVDs com os mesmos. Com a Orkestra Rumpilezz participou de turnês internacionais nos Estados Unidos e Europa, além de projetos especiais com artistas como Lenine, Gilberto Gil, Caetano Veloso, além de vários Prêmios da Música Brasileira.